Hmmm

Olhos e sorrisos,
boca, tentação…

Mistério e gosto de flores,
entre os joelhos,transpiração…

Tolhe, se é preciso, rouca,
sensação…

Espero, em meus horrores,
cheio de zelo, maquinação.

Me “voglie”, a vandalizo,
mouca, espacação.

Imerso, em seus vapores,
bebo em seus pelos, inebriação.

Escolhe, meio sem siso,
louca, cerração…

Estéreo o toque de amores,
cheiro vermelho, fascinação…


Chronos Phaenon Eosphoros
18/09/2008

Shadowlord Charge

I’m not only light, I’m not just the brightest,
I’m who I am, and I’m who you love,
You love me most than anybody else,
More ever than yourself.

In the shadiest of the hours, I lurk in your dreams,
In the gloomiest of the nightmares, I stalk your fears,
In the murkiest of the horrors, I haunt your mind,
In the most sinister of the psyches, I scare your doubts…

For I am also the dark one, I’m the bearer of darkness,
I’m who I am, and I’m who you love,
I’m the one who you hate most,
More ever than yourself.

In the dimmest of the qualms, I skulk in your jealousy,
In the shoddiest of the envies, I creep in your pain,
In the pettiest of the spites, I slither in your sores,
In the most menacing of the moods, I devour your soul…


Chronos Phaenon Eosphoros
08/09/2008

Carga do Senhor da Luz

Eu sou o Senhor da Luz e das Trevas.
Eu sou o Devorador dos Exércitos.
Todos aqueles que trilham meus caminhos pertencem a mim, e meus são os melhores Frutos da Terra, pois não me contento com menos que a perfeição.
Aos meus, eu trago a luz da consciência plena, que apenas a integração ao abismo pode trazer.
Aos que são verdadeiramente meus, trago o dom de escolher as próprias dores, pois neles deposito com plenitude meu perfeito amor e minha perfeita confiança.

Todo aquele que aflige um dos meus se abre à minha visitação. E nesses eu depositarei as dores rejeitadas pelos verdadeiramente meus.

Cada mágoa, cada rejeição, cada perda, cada separação, cada corte, cada golpe, cada traição, cada lágrima, cada aflição, cada agonia, cada amargura, cada ansiedade, cada angústia, cada desgosto, cada dano, cada lesão, cada prejuízo, cada afastamento, cada deslealdade, cada falsidade, cada perfídia, cada infidelidade, cada vergonha, cada tormento, cada martírio, cada consternação, cada contrariedade, cada agravo, cada ofensa, cada insulto, cada ultraje, cada humilhação, cada injúria, cada afronta, cada mentira, cada calúnia, cada sofrimento, cada aviltamento, cada desonra, cada infâmia, cada ignomínia que um dos verdadeiramente meu rejeite será visitada àqueles que os afligem ou afligiram.

Por que eu sou o Senhor da Cura e das Dores, sou o Leão de fala mansa e garras afiadas, mas, antes de tudo, eu sou aquele que serve à Senhora da Forja, sou a Lâmina que Fere por Três Vezes.


Chronos Phaenon Eosphoros
22/08/2008

Nothing Else Matters

(Metallica)
(Tradução por Chronos Phaenon Eosphoros)

Tão perto, não importa a distância,
Não pode ser tanto do coração,
Para sempre confiantes que somos…
E nada mais importa.

Nunca me abri dessa forma,
A vida é nossa, vivemos de nosso jeito,
Todas as palavras que não digo…
E nada mais importa.

Verdade eu busco e encontro em vocês,
Cada dia para nós algo novo,
Mente aberta para um novo conceito…
E nada mais importa.

Nunca se importe com o que os outros fazem,
Nunca se importe com o que os outros sabem,
Mas eu sei.

Tão perto, não importa a distância,
Não pode ser tanto do coração,
Para sempre confiantes que somos…
E nada mais importa.

Nunca se importe com o que os outros fazem,
Nunca se importe com o que os outros sabem,
Mas eu sei.

Nunca me abri dessa forma,
A vida é nossa, vivemos de nosso jeito,
Todas as palavras que não digo…
E nada mais importa.

Verdade eu busco e encontro em vocês,
Cada dia para nós algo novo,
Mente aberta para um novo conceito…
E nada mais importa.

Nunca se importe com que os outros dizem,
Nunca se importe com os jogos eles jogam,
Nunca se importe com o que os outros fazem,
Nunca se importe com o que os outros sabem,
E eu sei.

Tão perto, não importa a distância,
Não pode ser tanto do coração,
Para sempre confiantes que somos…
E nada mais importa.

—–
É um lindo resumo de Pefeito Amor e Perfeita Confiança…

Desajeito

Desajeito

Esse jeito meu, sem jeito, de dizer meus jeitos, são jeitos tortos de dizer o que quero. O jeito que eu quero, pode não ser o jeito certo, mas até eu dar um jeito de me ver de jeito que o outro jeito seja o jeito melhor que meu jeito, meu jeito incerto se torna aperto e eu me aperto, e aperto, perto, às vezes me perco, por medo de perder, sem jeito de dizer, que jeito! Me ajeito… E, desajeito, torto, não ajeito, erro, emperro, enjeito, rodeio… Mas, no fim, dá-se um jeito, e a despeito a falta de jeito, do fundo de meu peito, só posso dizer: te amo!!!! mesmo que do meu jeito…


Chronos Phaenon Eosphoros
18/03/2008

Fazendo o que o Diabo gosta

Fazendo o que o Diabo gosta(Raul Seixas e Lenna Coutinho)

Casamos num motel
Bem longe do altar
Lua de mercúrio, fogo e mel
Não fui o seu primeiro
Você já tinha estrada
Dois filhos, um travesseiro e a empregada

Um anjo embriagado num disco voador
Jurou que o nosso amor era pecado
Mas a história mostra
Que a gente agrada a deus
Fazendo o que o diabo gosta

Casamos por tesão, tesão, tesão, tesão
Bateu o terror não tem mais solução
Te entrego os meus medos, meus erros, meus segredos,
Divido minhas guimbas com você

Um anjo embriagado num disco voador
Jurou que o nosso amor era pecado
Mas a história mostra
Que a gente agrada a deus
Fazendo o que o diabo gosta

Quebramos nossas caras
Pra se lamber depois
Amor é ódio, é o certo pra nós dois

Casamos num motel
Bem longe do altar
Lua de mercúrio, fogo e mel
Fogo e mel

Masculino e Feminino

(Baby Consuelo, Didi Gomes e Pepeu Gomes)

Ser um homem feminino
Não fere o meu lado masculino
Se Deus é menina e menino
Sou masculino e feminino
Olhei tudo que aprendi
E um belo dia eu vi
Que ser um homem feminino
Não fere o meu lado masculino
Se deus é menina e menino
Sou masculino e feminino
Olhei tudo que aprendi
Que um belo dia eu vi

E vem de lá o meu sentimento de ser
Meu coração mensageiro vem me dizer

Salve, salve a alegria
A pureza e a fantasia

Vou assim todo o tempo
Vivendo e aprendendo