Agora, Aqui

Do primeiro sonho adolescente à última realidade adulta, espaçados no tempo, simultâneos no sentir presente, amores múltiplos a mente ocupam amantes de um Tempo novo – cada poro, cada pelo, cada centímetro de pele, cada arrepiar-se frio da memória cálida, ontem, hoje, sempre, cada suspiro, cada entregelar-se, cada entregar-se, cada morrer-se um pouco.

Dos primeiros passos pueris à última mazela envelhecida, diferidos no espaço, coetâneos no estar presente, sentires amplos o corpo ocupam achegos de um Tempo antigo – cada queixa, cada pranto, cada polegada de mágoa, cada sentir-se frio em um corpo ardente, ali, aqui, acolá, em todo lugar, cada lembrar-se, cada pensar-se, cada de si fugir, cada reencontrar de novo.

Anúncios

Polissemize

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s