Noite

Sentado espero o nascer da Estrela, horizonte claro que escurece a noite e amanhece a vida, enquanto a amada vida muda muda a vida, liberta e cura numa prisão livre de amar-se tanto, amada sponte que desponta à vida que se vive, que só juntos sabemos a amor.

Na revulsão noturna do maternal afeto, brilha a Estrela em meio a obscuros temores, tremores que se fazem de um suspirar suave, sibilante brilho de explosão candente, candor caliente de calcinantes coxins.

Farejo amor, suspira a amada, ao pé do ouvido a ouço arfar, mantendo o amor, mantendo a vida, instituição perene, estável união de seres maduros. E nessa maturação de uma vida, há braços que a colhem e transformam em amor.

Anúncios

Polissemize

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s